A psicopedagogia clínica é composta por duas fases: Diagnóstico e Intervenção.

O diagnóstico psicopedagógico investiga possíveis causas relacionadas ao “não aprender” e às dificuldades de aprendizagem. Consiste na avaliação do paciente, permeando várias etapas sucessivas como: Entrevista com os pais, anamnese, aplicações de técnicas projetivas, avaliação psicomotora, avaliação do raciocínio lógico matemático, avaliação da linguagem oral e escrita, visita à escola, entre outras.

O objetivo do diagnóstico é organizar os dados obtidos para uma compreensão global da forma de aprender e identificar os obstáculos que revelam o sintoma relacionado à queixa. Após a obtenção de todos os dados, inicia-se a intervenção psicopedagógica, traçando então as direções a fim de minimizar ou solucionar a problemática existente.

A intervenção psicopedagógica consiste na mediação entre o sujeito e os objetos de conhecimento, introduzindo novos elementos e estratégias que visam à recuperação de conteúdos escolares avaliados como deficitários e incluindo procedimentos de orientação de estudos e atividades como brincadeiras, jogos de regras e dramatizações, sendo portanto, o psicopedagogo, um facilitador do processo de aprendizagem, levando o sujeito à descobrir suas possibilidades e favorecendo o desenvolvimento de novas habilidades.

“Somente observando como aprende, como joga a criança e em seguida qual é a originalidade de seu fracasso (a partir do qual se diferencia como sujeito), estaremos no caminho de elucidar porque ela não aprende” (Alicia Fernández).

Entre em contato para saber mais sobre este e outros serviços!

Rua Vitorino de Morais, 156, Chácara Santo Antonio
Região de Santo Amaro, Zona Sul de São Paulo, SP, CEP 04714-030
Telefones: (11) 5181.5439 :: 5181.2564 :: 3294-9202

2013 - Egolife - Todos os direitos reservados - CRP3835/J SP